Gastronomia Francesa: Conheça os pratos típicos e apaixone-se!

A França é um país culturalmente rico, com forte tradição nas artes plásticas, literatura, cinema e filosofia… E a gastronomia francesa, especialmente, é há muito considerada uma das melhores do mundo.

Famosa por seus vinhos, queijos e pães, a culinária da França conquista por sua diversidade e sofisticação. Quer conhecer um pouco mais sobre alguns pratos dessa cozinha tão tradicional? Então, confira 3 deliciosas receitas francesas e um pouco da história por trás de cada uma delas.

Não vai ser fácil resistir à tentação de preparar esses pratos em casa!

Ratatouille

Em português, ratatouille quer dizer “picado” ou “triturado”. Esse prato rústico é um famoso refogado de legumes típico da região de Provença. É um prato relativamente fácil de fazer e pode ser servido como acompanhamento ou como prato principal.

Se você for à França e procurar nos restaurantes por essa iguaria, raramente encontrará. Isso porque essa é uma receita tipicamente caseira. É como se você procurasse no Brasil um restaurante que servisse frango assado com farofa.

No ratatouille podem ser usados alguns legumes pouco conhecidos por nós, como fenouil, flores de abobrinha e endive, mas seus ingredientes principais são nossos velhos conhecidos: berinjela e tomate.

Receita:

  • Fatie bem fininho a berinjela e a deixe descansando na água com 4 colheres de vinagre por 15 minutos.
  • Fatie bem fininho também a abobrinha.
  • Corte o tomate em cubos.
  • Fatie o pimentão em tiras.
  • Doure cebolas fatiadas em uma panela com azeite de oliva.
  • Acrescente alho picado.
  • Tempere os legumes com sal, pimenta do reino, manjericão e louro.
  • Cozinhe tudo em fogo baixo.

Cassoulet

Ótimo para o inverno, esse prato leva feijões brancos, frango e algumas carnes de porco. Algo muito parecido com a nossa feijoada — porém a cassoulet é indicada em dias mais frios.

Típico da região de Carcassone, Castelnaudary e Toulouse, esse prato surgiu durante a Guerra dos Cem Anos. Naquela época, os soldados faziam cozidos com quase todos os ingredientes que estivessem disponíveis.

Tornou-se um dos pratos mais clássicos da culinária francesa. Em português, cassoulet significa “tacho de barro”, referência ao recipiente em que a receita é, tradicionalmente, preparada.

Receita:

  • Deixe o feijão-branco de molho por um dia.
  • Acrescente à água do feijão: cenoura e cebola inteiras, bouquet garni, dentes de alho inteiros, alho-poró e caldo de carne.
  • Cozinhe no fogo alto por uma hora.
  • Tire a cenoura, a cebola e o bouquet garni.
  • Coloque tomate batido.
  • Frite o bacon em uma panela separada. Use a gordura para fritar a cebola picada, a linguiça e o paio.
  • Tempere a gosto.
  • Cubra um refratário com feijão. Faça uma camada de confit de pato, linguiça e paio. Coloque outra camada de feijão e jogue farinha de rosca por cima.
  • Coloque o refratário no forno em fogo médio por 40 minutos.
  • Sirva com arroz.

Sopa de cebola

Os parisienses adoram esse caldo para se esquentarem no inverno. Aqui mesmo no Brasil não é raro encontrar alguém que prepare uma boa sopa de cebola, principalmente quando está fazendo frio.

Porém, a receita francesa é diferenciada. Ela é complexa, feita com vinho branco e croutons, e é coberta com queijo gruyère gratinado.

Receita

  • Refogue a cebola na manteiga em fogo baixo por cerca de 20 minutos.
  • Coloque mais 2 colheres de água na panela e cozinhe por 15 minutos.
  • Cubra a cebola com farinha, mexa e cozinhe por mais 5 minutos.
  • Acrescente caldo de galinha, vinho branco, sal, pimenta e cozinhe por outros 20 minutos.
  • Coloque a panela no forno em fogo alto.
  • Toste bem o pão de forma para fazer os croutons.
  • Acrescente o queijo gruyère ralado e volte com a panela para o fogo até gratinar.

Deu água na boca, não é mesmo? Compartilhe este post com as delícias da gastronomia francesa nas suas redes sociais e quem sabe um amigo não te surpreende um dia desses, preparando um desses maravilhosos pratos! Até o próximo artigo!

fo_cta_ebook_praticasfrances

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.