5 lugares na França que são inusitados e você precisa conhecer

Se tem uma coisa que não falta na França são os estereótipos, da Torre Eiffel ao francês com boina, camisa listrada, bigode enroladinho e baguete debaixo do braço, não é? Mas, como em todo clichê, o país da Revolução vai bem além de tudo isso, e se você tem vontade de conhecê-lo a fundo, hoje vamos te mostrar 5 lugares na França que, apesar de imperdíveis, não estão na maioria dos guias de turismo. Venha ver e bon voyage!

Porto de Honfleur

Esqueça a confusão das grandes capitais francesas e mergulhe na beleza e nas delícias gastronômicas da Normandia em Honfleur. Caminhando — como o flâneur de Baudelaire, que por sinal era apaixonado pela cidade — pelas ruelas de Honfleur, você vai conhecer a cara da França medieval, passar pelo mercado para degustar as iguarias mais típicas da região — entre as quais encontram-se o camembert, as galettes e os frutos do mar — e ainda ver ao vivo os cenários que inspiraram pinturas de Monet, Turner, Dufy e Boudin. Pas mal, hein?

Parc Astérix

Que tal deixar os turistas fazendo fila na Euro Disney e se juntar aos franceses nesse parque temático pra lá de divertido? Inspirado em uma das BD (ou bande dessinée) mais famosas do mundo francófono, o Parc Astérix conta com nada menos que 39 atrações, entre montanhas-russas, espetáculos e brinquedos para todas as idades! Isso sem mencionar os detalhes como a Ville Gauloise, reprodução do lar de Astérix e Obélix, e os personagens passeando por lá durante todo o dia.

Fontainebleau

Se você é do tipo que gosta de conhecer castelos, em vez de ir a Versalhes ou mesmo nos famosos castelos do Vale da Loire, por que não se aventurar no menos conhecido — mas não menos impressionante — Château de Fontainebleau?

A apenas 70km do centro de Paris, o château foi erguido na Idade Média e reformado sucessivas vezes até  reino de François I, que decidiu transformá-lo no símbolo do Renascimento que o edifício é hoje. Desde então, diversos reis e até o próprio Napoleão I passaram por ali, muitos deles, segundo dizem, inclusive preferindo Fontainebleau a Versalhes e Chantilly, acredita?

Jardin des Plantes

Para quem passa pelos Champs Élysées, pelo Louvre e pela Torre Eiffel, Paris parece uma cidade agitada, cheia e, consequentemente, cansativa. Mas a verdade é que ela tem um monte de cantinhos tranquilos para relaxar e ainda curtir a capital sem toda aquela confusão dos lugares na França mais turísticos, e um deles é o Jardin des Plantes.

Construído no início do século XVII para servir como uma espécie de horta do rei, o jardim logo se torna o centro de diversas pesquisas científicas em Botânica, Farmácia e Veterinária. Hoje, ele é um parque aberto ao público que conta com um Museu de História Natural, um zoológico e diversos bancos e caminhos para caminhar ou estudar à sombra das árvores e dos grandes savants franceses.

Chaîne des Puys

Quem disse que a França não tem turismo natural — nem radical — nunca ouviu falar da Chaîne des Puys, uma cadeia de 45km de comprimento com mais de 80 vulcões (isso mesmo!) no centro-sul do país. Com cenários de tirar o fôlego, o local oferece atividades como trilhas, escaldas, esportes de inverno e até canoagem. Como, felizmente, nenhum dos vulcões está em atividade, é possível ver de perto suas crateras e passear sem medo pelas redondezas! Você encararia essa aventura?

E você, já conhecia algum desses destinos inusitados? Que outros lugares na França você já visitou que não estavam no seu guia de viagem? Conte para a gente aqui nos comentários e à tout à l’heure!

FO_CTA_eBook_MorarExterior

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.