Como aprender duas línguas ao mesmo tempo?

A maior parte das pessoas reconhece o valor que um idioma agrega a qualquer currículo.

Em um mundo altamente globalizado, com relações entre diversas nações acontecendo a todo o tempo, falar uma segunda língua se torna imprescindível.

Imagine, então, se você soubesse se comunicar em três ou quatro idiomas. Seria o ideal, não é?

É por isso que muitas pessoas desejam ir além: querem falar mais do que duas línguas. Mas é nesse momento que surge a grande dúvida: preciso esperar a conclusão de um curso para iniciar outro? Será que é mesmo possível aprender duas línguas ao mesmo tempo?

A boa notícia é que a resposta é sim. Pensando nisso, preparamos um post especialmente para você, tratando sobre a possibilidade de estudar simultaneamente dois idiomas. E mais: para exemplificar o conteúdo, apresentamos orientações para a aprendizagem paralela de inglês e francês, duas línguas importantíssimas em ambientes corporativos e acadêmicos. Boa leitura!

É possível aprender duas línguas ao mesmo tempo?

Começaremos tirando a maior dúvida do caminho: sim, você pode aprender idiomas simultaneamente.

Aprender dois idiomas ao mesmo tempo é possível e, melhor ainda, traz diversos benefícios para o desenvolvimento global do estudante: estimula e exercita o cérebro, melhorando a memória e a criatividade; cria oportunidades de emprego e desenvolvimento de carreira, funcionando como um diferencial competitivo; facilita o processo de fazer novas amizades; possibilita o conhecimento de novas culturas etc.

Há o risco de confundir os idiomas?

Sim. Mas é um risco transponível e temporário. E a explicação disso vai bem além dos famosos falsos cognatos. A confusão tem relação com as famílias dos idiomas, que são representadas em um diagrama conhecido como árvore linguística (uma espécie de árvore genealógica idiomática).

Nessa árvore, cada família contém línguas relacionadas, que descendem de um idioma comum, sendo ramificadas mais à frente na história. É por isso que falantes nativos de português conseguem compreender um pouco de espanhol e italiano, mesmo sem nenhum contato anterior. Eles são muito próximos e suas bases são semelhantes.

No entanto, a confusão inicial não necessariamente atrapalha o progresso e quanto mais idiomas você estuda, mais aumenta a sua capacidade de assimilar outros e mais rápido seu cérebro distingue as respectivas variantes linguísticas.

Como conciliar o aprendizado simultâneo?

Que tal começar com francês e inglês? Esses idiomas pertencem a duas famílias distintas, o que agiliza a assimilação de ambos.

E há dicas que podem tornar esse processo ainda mais simples.

Organização é o primeiro passo

A chave para o sucesso em qualquer nova empreitada é a organização. Planeje e divida seu tempo com atenção. Caso prefira, pode priorizar um dos idiomas, mas não deixe o outro de lado.

E evite deixar todo o estudo para um mesmo momento. Fracione o seu tempo, estudando um pouco todos os dias e lembre-se de revisar a matéria. Não estude apenas na sala de aula.

Imersão dá um gás no aprendizado

Fazer imersão é como chamamos o ato de ‘’mergulhar’’ em uma cultura ou idioma. Muitos se enganam, achando que, para isso, é necessário fazer um intercâmbio ou uma viagem. Música, filmes e livros também são ótimas formas de “mergulhar”. E, se você puder estimular várias áreas ao mesmo tempo, melhor ainda: opte por livros com áudio ou filmes com legenda, por exemplo.

Misturar os idiomas é bem didático

Que tal assistir um filme em francês com legendas em inglês? Esse tipo de exercício força o cérebro de um modo natural, criando associação entre os vocabulários e gramáticas dos dois idiomas.

Outra dica é usar flashcards e traduzi-los primeiro em inglês e depois em francês. Vá alternando a cada sessão de estudos.

Cursos de qualidade fazem a diferença

Investir em um curso reconhecido e com metodologia confiável é um dos cuidados mais importantes para aprender qualquer língua.

Busque uma escola que seja objetiva, mas que respeite seu ritmo, rotina e individualidades. Assim, você conciliará melhor as aulas em ambos os idiomas.

E aí? Tomou coragem? Então, comece agora mesmo a aprender duas línguas ao mesmo tempo. Com isso, você ganhará tempo, evolução cultural e mais competitividade no mercado de trabalho.

Ficou com alguma dúvida ou tem alguma sugestão? Deixe aqui o seu comentário! 

FO_CTA_eBook08_GuiaConversacao

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.