Aprender francês ou espanhol? O que é melhor para minha carreira?

Quem busca crescer profissionalmente e se destacar no mercado de trabalho já sabe que, atualmente, não basta saber falar apenas sua língua materna. Os negócios cada vez mais globalizados e as empresas se relacionado com estrangeiros demandam por profissionais fluentes em outro idioma.

Mas qual seria a língua ideal para a minha carreira? Devo aprender francês e abraçar as oportunidades de negócios nas grandes empresas? Ou falar o espanhol para entrar no contexto da cultura latino-americana?

Decisão complicada, não acha? Neste artigo, trabalharemos nessa escolha. Você conhecerá três pontos que devem ser levados em consideração para aprender francês ou espanhol.

1. A relevância da língua francesa para o mercado de trabalho

O francês e o mundo do trabalho estão intimamente ligados. Isso porque essa língua é considerada o segundo idioma mais falado no ambiente corporativo, ficando atrás apenas do inglês neste quesito. O francês possui cerca de 274 milhões de falantes espalhados em cinco continentes, inclusive no Brasil.

Aqui, existem centenas de multinacionais que frequentemente recrutam profissionais brasileiros com domínio pleno naquele idioma. Além do contato com a sede na França, estes profissionais também são requisitados para trocar informações e receber demandas de clientes de outros países de língua francesa.

Para quem busca oportunidades fora do Brasil, não precisa ir necessariamente para a França. O Canadá é um país integrante da cultura francesa e comumente oferece trabalho em diversas áreas, como nos ramos de Ciências da Computação e Publicidade e Marketing. Quem opta por trabalhar lá fora consegue uma ótima experiência internacional e enriquece o currículo.

2. A importância de se falar espanhol para os negócios

O espanhol também não fica longe das boas relações com o mercado profissional. Com 450 milhões de falantes no mundo, o espanhol já é segunda língua do planeta em número de habitantes nativos. Com tanta gente falando esse idioma, inúmeras possibilidades de negócios se abrem.

É o caso do Brasil em relação ao Mercosul, união de livre-comércio que reúne cinco países da América do Sul. Esse tipo de integração cria laços entre seus membros, como por exemplo o que ocorre entre Brasil e Argentina. Ambos países têm angariado esforços para aumentar exportações no setor de agronegócio.

3. O aprendizado do francês e do espanhol para se destacar

Durante alguns processos seletivos para determinados cargos, é comum que quase todos os candidatos possuam fluência em inglês. Essa língua é tão comum no mundo profissional que não é mais vista como diferencial para as contratações ou promoção na carreira.

Diante disso, dominar outros idiomas, como o francês ou espanhol, é a nova cereja do bolo para a conquista no mercado de trabalho. E as áreas que demandam por profissionais poliglotas não se limitam apenas às de tradução, turismo ou diplomacia.

As empresas também têm buscado executivos e profissionais de outros níveis para comandar decisões importantes na empresa. Sendo assim, comece já a ter disciplina para aprender outro idioma.

Estes foram alguns motivos relevantes para você ter em mente quanto a aprender francês ou espanhol. Seja qual for o idioma escolhido, é importante ter resiliência na jornada de estudos. Pratique sua autoconfiança, entendendo que o aprendizado em outro idioma é um processo contínuo. E não se esqueça de reconhecer a sua evolução!

Depois de ter lido este texto, você tem interesse em aprender francês ou espanhol? Deixe seu comentário!

FO_CTA_eBook08_GuiaConversacao

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.