Vacinas: há exigências para entrada na França e no Canadá?

[vc_column width=”1/1″] Viajar é sempre o maior barato! Quando nada te pega de surpresa e tudo sai como o planejado é ainda melhor.

Se você está programando viajar, seja a passeio ou para realizar um intercâmbio, preparamos esse post para garantir que você tenha tudo em ordem na hora de embarcar.

Você já deve saber que alguns países exigem determinadas vacinas ou certificado de vacinação para permitir a entrada de estrangeiros, então separamos aqui as principais informações referentes às exigências da França e Canadá.

Para entrar na França

Para viajar à França e todas as suas cidades você verá que as exigências não são rigorosas. Para os turistas saídos do Brasil nenhuma vacina é necessária. No entanto, você precisará de um Seguro Viagem já que não há acordo de assistência sanitária entre os países.

O seguro viagem internacional é a garantia que se você tiver qualquer problema na Europa, vai estar completamente coberto de toda a assistência necessária. No Seguro Viagem já está incluso assistência médica, assistência odontológica, seguro contra roubos, perda ou extravio de bagagem e muitas outras coberturas. É uma forma de viajar tranquilo e não ter imprevistos no exterior.

O Certificado Internacional de Vacinação, que nada mais é do que um documento oficial que mostra as vacinas que você tomou e que está fora do risco, também não. Segundo a Anvisa – Agência Nacional de Vigilância Sanitária, há 135 países que o exigem, mas a França não faz parte dessa lista, portanto não tem com o que se preocupar.

Para entrar no Canadá

Se o destino é o Canadá as exigências também não são rigorosas para os turistas saídos do Brasi. Não sendo obrigatória nenhuma vacina nem o Certificado Nacional de Vacinação da Anvisa.

No entanto, é importante acrescentar, que caso você faça vôos com escala em outros países, é preciso ficar atento. Pois o país que você fará a conexão, pode exigir esse certificado ou alguma vacina específica como contra a Febre Amarela exigida por exemplo, pelo Panamá, Venezuela, Equador e a Colômbia.

No site da Anvisa essas informações estão disponíveis, basta selecionar os países que irá passar para confirmar a necessidade ou não do certificado internacional.

Seja prudente!

Antes de viajar para qualquer lugar do mundo, aliás mesmo que não haja uma viagem planejada, é importante ter tomado as vacinas mais recomendadas, as chamadas vacinas comuns. Contra difteria, tétano, hepatite B, sarampo, caxumba, rubéola e tuberculose.

Lembre-se

A vacinação deve ser realizada preferencialmente de seis a oito semanas antes da partida e, pelo menos, quatro semanas antes da viagem.

Esteja imunizado especialmente em caso de viagens para as zonas rurais, florestais e para todos os lugares que possibilitem grande contato com a natureza.

Surtos de doenças acontecem de tempos em tempos sem aviso prévio e portanto o regulamento sobre a vacinação de cada país muda frequentemente. Por isso, antes de ir, verifique cuidadosamente as informações sobre vacinas necessárias e recomendadas.

Cuide bem de sua saúde e aproveite as viagens sem dores de cabeça.[vc_column width=”1/1″]

FO_CTA_eBook07_Belgica

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.