6 dicas para se organizar para aprender um novo idioma

Aprender um novo idioma não é tarefa fácil, principalmente se faz um tempo que você está longe das salas de um curso de línguas. Mas basta se organizar, adotar algumas estratégias de estudo e, o que é ainda mais importante, se expor ao novo idioma o máximo possível. Pensando nisso, preparamos uma série de dicas que podem te ajudar a se organizar para aprender francês, espanhol, alemão e qualquer outro idioma que você queira. Confira:

1. Atenção à frequência dos estudos

Se você está em busca de aprender um novo idioma, nada de faltar às aulas ou deixar de estudar por mais de uma semana. Na verdade, você deve entrar em contato com a língua o máximo de vezes por semana, no mínimo três. Separe em sua agenda dias e horários (extraclasse) somente para o estudo do idioma. Na Autrement Dit, caso você falte mais de duas aulas seguidas, te incentivamos a marcar aulas particulares de apoio para manter o estudo em dia!

2. Torne o aprendizado mais leve (e divertido)

Não é porque você está aprendendo uma nova língua do zero que esse processo não pode ser divertido. Procure na internet recursos que facilitem seu aprendizado, como jogos, desafios e artigos com o tema de interesse. O mesmo vale para séries de TV, filmes e músicas estrangeiras. Se você gosta de ler sobre Literatura, por exemplo, que tal começar a ler sobre os autores clássicos desse novo idioma? Com o tempo, você será capaz de ler suas obras no idioma original!

Na Autrement Dit, há sempre tempo para jogar e brincar em francês. Já conhece os Cubos de História? Eles fazem parte de nossa didática de ensino!

3. Estabeleça metas de aprendizado

Ler obras clássicas no idioma original pode inclusive ser uma meta de aprendizado! Ou então estabeleça a meta de conseguir ter uma conversa básica com um nativo no prazo de um ano. Ter em mente esses prazos e objetivos concretos faz com que você se dedique com mais afinco a aprender um novo idioma e se motive!

Essas metas também fazem parte do ensino em sala de aula, já que cada unidade de nossos livros definem objetivos concretos para o aluno. Ao final da aula, é feita uma auto-avaliação para verificar se você atingiu suas metas.

4. Conte com a ajuda de bons profissionais

Por mais que existam ferramentas individuais de aprendizado e estudo hoje em dia, contar com um profissional qualificado para te ensinar a língua estrangeira ainda é a melhor opção. Dê preferência a professores nativos, já que sua experiência em relação à língua vai além de aspectos gramaticais e de pronúncia, abrangendo também características culturais de seu país de origem.

Além disso, o quadro pedagógico da Autrement Dit é constituído de professores com alta formação didática no FLE (ensinar o Francês como Língua Estrangeira) e forte sensibilidade intercultural.

5. Dê mais atenção a contextos práticos

De nada adianta memorizar frases, vocabulários e estruturas gramaticais que não servirão aos propósitos pelos quais você está aprendendo a língua estrangeira. Vai viajar para o exterior? Que tal aprender frases do dia a dia? Vai fazer parte de sua pós-graduação fora do Brasil? Foque seus estudos em contextos acadêmicos, sejam eles em relação ao vocabulário, sejam eles em relação ao grau de formalidade da escrita e fala.

Tudo que você aprende durante as aulas é contextualizado em situações práticas de comunicação e observação com seu grupo de estudos. É também possível individualizar ainda mais as aulas de acordo com suas necessidades, em colaboração com a consultoria didática.

6. Viaje!

Não há maneira melhor de aprender a fundo um idioma. Mesmo que seja por um período curto, durante as férias, ou por um semestre, é essencial ter experiências no contexto nativo da língua para aprimorar seus conhecimentos. Organize-se para planejar uma viagem enquanto estuda. Ainda que faça isso daqui um ano, por exemplo, você terá tempo para avançar em seus estudos e ter um conhecimento maior sobre a língua quando desembarcar no exterior. Afinal, seu estudo tem que servir para aplicações práticas! Pensando nisso, podemos também te orientar a dar continuidade aos estudos com um de nossos parceiros na França! Confira mais informações aqui.

O que você achou dessas dicas sobre como se organizar para aprender um novo idioma? Que tal tentar colocar elas em prática para aprender francês, alemão, espanhol, ou qualquer outra língua em que você esteja interessado? Aproveite também para deixar aqui seu comentário sobre nossas dicas, trocar experiências e acrescentar mais itens nessa lista. Participe! 😉

fo_cta_ebook_praticasfrances

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.