5 dicas rápidas para melhorar sua pronúncia em francês

Quando o assunto é aprender francês, ninguém duvida que uma das coisas mais difíceis de dominar nesse idioma seja a pronúncia, do “r” arranhando na garganta àquele “u” dificílimo de acertar.

Mas a gente acredita que a pronúncia em francês não precisa ser esse bicho de sete cabeças para ninguém! Quer ver por quê? Então acompanhe as nossas dicas e perca o medo de falar a língua da francofonia!

Entenda que falar francês é como uma ginástica para a boca

O segredo por trás da pronúncia correta no francês está em fazer movimentos precisos com a boca. Como isso requer que se mexa de um jeito com que não é o habitual, você vai precisar dar uma de atleta para treinar os músculos do seu rosto. Um exemplo em que isso acontece é o “i”, que em francês é muito mais aberto do que em português. Ele precisa ser dito quase sorrindo, sabia?

Para  começar ouça o alfabeto e depois repita algumas vezes, esses movimentos novos que você fará com a boca já funcionam como um exercício de preparo da sua musculatura bucal.

Possivelmente esses exercícios vão causar alguma estranheza e desconforto no início, mas vale insistir para que o seu aprendizado da língua francesa seja completo e você consiga se comunicar com qualquer outro falante do idioma.

Treine a pronúncia em francês na frente do espelho

Essa é uma ótima maneira de treinar a sua boca para acertar os movimentos dessa ginástica do francês. Assim, você pode checar se está mesmo fazendo o biquinho no “u” e sorrindo no “i”, por exemplo.

Assista filmes em francês – dê preferência às histórias menos densas para não comprometer seu objetivo – e mantenha o foco na maneira que os atores pronunciam as palavras. Depois da sessão pipoca repita as principais frases em frente ao espelho, imitando os movimentos executados pelos atores.

Ou ainda busque em sites ou aplicativos a possibilidade de conversar através de videochamadas com profissionais ou nativos, dessa forma eles poderão ajudar a corrigir possíveis erros.  

Utilize o gravador do seu celular ou o microfone do seu computador para gravar a sua pronúncia. Ao ouvir a própria pronúncia, verifique se a mesma está correta.

Há muitos sites na internet que disponibiliza a pronúncia correta de palavras francesas, assim, se houver algum erro na sua pronúncia, você tem a oportunidade de corrigir.

Use e abuse dos seus sentidos

Escutar e, no caso do francês, ver também os falantes nativos falando é muito importante para gravar o som que você deve reproduzir e ainda observar o movimento na boca deles quando pronunciam cada sílaba. Se possível, vale juntar essa dica com a anterior.

Ouça muita música em francês. Mais que isso, veja filmes musicais e depois solte a voz! Sem medo! Você nunca saberá se está falando corretamente se não se ouvir. Seus ouvidos também precisam se acostumar à maneira que você pronuncia o francês.

Escolha uma música que mais te agrade e se grave cantando. Mesmo que você não seja o(a) melhor dos cantores(as) poderá acompanhar a evolução da sua pronúncia. Faça isso com pequenos textos também. Grave sua leitura e ouça depois para acertar os erros que estiver cometendo.

E claro, como quem tem amigos tem tudo, comece a enviar áudios em francês para os seus. Além de divertido, você ainda pode estimular o interesse dele em aprender também.

Saiba associar a escrita com a fala

Para quem está começando, a pronúncia em francês pode parecer bem aleatória, mas não é! Uma boa ideia para identificar padrões é escutar um áudio livro no idioma enquanto acompanha a versão escrita ou ouvir uma música em francês acompanhando a letra. Assim, você pode perceber a diferença na pronúncia de pares como rue e roue, je e j’ai, te e thé, entre outros.

Nosso cérebro trabalha melhor com associações então além de ouvir você também pode usar a técnica da etiquetagem para otimizar seu poder de assimilação. Escreva o nome dos objetos do seu quarto ou escritório em post its e cole neles, assim irá memorizar a imagem do objeto, o nome e a maneira que escreve.

Esse tipo de artifício faz com que você naturalize e internalize as palavras do cotidiano e se aprendemos nossa língua materna praticamente desse modo, por que não funcionaria no aprendizado do francês?!

De tempos em tempos você deve etiquetar novos objetos para enriquecer seu vocabulário e manter dinâmico seus estudos.

Evite os principais erros dos brasileiros

Como o francês tem muitos sons que a gente não usa no português, é natural que tenhamos mais dificuldades em aprender e reproduzir esses sons. Conhecer esses sonzinhos mais complicados para nós vai te ajudar a evitá-los logo de cara:

Palavras com “u” e “ou”

As palavras com “ou” (como fou, roue e bisous) são fáceis, porque têm a mesma pronúncia do “u” em português. Já as palavras com “u” (como tu, rue e déçu) têm um som que não existe na nossa língua. Para produzi-lo, você vai ter que fazer o seguinte:

  1. Diga fou, que tem o mesmo “u” do português, e mantenha os lábios nessa posição.
  2. Agora tente dizer “i” (igual em português), mas com a boca no biquinho do “u”.
  3. Se você sentiu a sua língua tocar um ponto mais à frente no céu da boca, acertou!

Palavras com “e”

Assim como o “u” de tu, o “e” sem acento, em francês, tem um som que não existe na nossa língua. Veja o passo a passo para produzi-lo:

  1. Diga “ô”, como em “vovô”, e mantenha os lábios nessa posição.
  2. Agora tente dizer “ê”, como em “você”, sem mexer os lábios do passo anterior.
  3. Aqui, você também vai sentir a ponta da sua língua chegar um pouquinho mais para frente!

Esse é o som do “e”, como em je e te, mas também de “eu”, como em veux. Só não confunda com eau (e veau, peau, chevaux e tudo mais com “au”), que tem som de “ô” como em “vovô” mesmo, ok?

Palavras com “in”

As palavras com “an”, “on” e “en” têm um som bem parecido com o nosso “ã”, só que um pouco mais fechado. No entanto, as palavras com “in”, por causa do “i”, ficam bem mais abertas, e devem ser pronunciadas com a boca quase sorrindo. É o caso de pain, main, matin, etc.

Palavras que começam com “S

Os brasileiros têm o hábito de inserir o “e” antes do “s” ao pronunciar palavras que começam com “s”.

Mas, em francês a pronúncia do “e” não pode existir. Palavras como spectacle, sport, stupide, spontané, spasme são pronunciadas com “ss” no início.

“D,S,T,P” no final das palavras

Outro erro bastante frequente entre os brasileiros é pronunciar o som dessas letras quando aparecem no final de palavras.

Chaud (chô) – Français (francé); Petit (peti); Beaucoup (bocú);

A pronúncia dos “RS

Quando aparece após uma consoante, c’est compliqué! É preciso treinar bastante.

Fale a palavra “carro” em português suprimindo o “o” do final. Perceba a tremura na garganta. Esse é o som correto! Agora pronuncie a palavra “bonjour” em francês com o mesmo “r” do “carro”.Treine com as palavras très e merci com o mesmo “r”.

As primeiras vezes serão mais complicadas, mas como tudo na vida, a prática leva a perfeição. Dedique pelo menos uma hora do seu dia para estudar francês.

Há vários aplicativos gratuitos que podem ser um excelente suporte para o seu aprendizado de francês. Pratique sempre que possível. Quanto mais você treinar melhor será o seu resultado.

Tenha em mente que errar ao falar francês é algo normal do processo de aprendizagem e não há porque ficar com vergonha, se sentir incapaz ou achar que só acontece com você! Se erramos muitas vezes com nossa língua nativa, imagine com um novo idioma?

Errou? Aceite! Está no caminho certo para acertar! Não leve para o pessoal! Corrija e tente de novo!

Et alors, o que achou das nossas dicas? Comente contando que outras dúvidas de pronúncia te atormentam na hora de falar francês e continue ligado nas nossas novidades!
FO_CTA_eBook08_GuiaConversacao

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.