4 dicas para quem quer fazer um mestrado na França

Ficar proficiente em um novo idioma, fazer uma pós-graduação e passar por uma experiência fora do país são três coisas que podem te ajudar a melhorar muito o currículo e impulsionar sua carreira. Mas e se desse para fazer os três ao mesmo tempo?

A boa notícia é que dá sim! E se você já está sonhando com essa chance de se tornar muito bem-sucedido, mas ainda não tem certeza de como chegar lá, não se preocupe: vamos compartilhar aqui 4 dicas valiosas para você fazer seu mestrado na França e dar o primeiro passo em direção a uma carreira de muito sucesso! Preparado?

Conheça os diferentes tipos de mestrado na França

Antes de qualquer coisa, é preciso entender que, na França, há alguns tipos de mestrado diferentes daqueles que temos no Brasil. São eles:

  • Master 1: uma pós de um ano só que foca em estudos bem abrangentes. Não equivale ao título de Mestre do Brasil.
  • Master 2: oferece possibilidades de estudo com foco na pesquisa acadêmica ou aplicação prática no mercado. Esse sim equivale ao mestrado stricto sensu brasileiro.
  • MBA: especialização em Business e Gestão, os MBAs na França são mais diversificados que no Brasil, podendo abranger áreas como Moda, Arte, Ciências Sociais e outras!
  • Outras especializações bac+5: outros tipos de pós-graduação que não são considerados Master pelo governo francês (mas nem por isso deixam de ser muito conceituados!). São encontradas em diversas áreas, de Direito e Engenharia a Hotelaria, por exemplo.

Saiba quais são as instituições mais conceituadas na sua área

Depois de entender um pouquinho sobre os diferentes tipos de mestrado oferecidos na França, é hora de saber qual deles pode ser mais interessante na sua área e que instituições vão te dar a melhor formação. Para isso, é essencial pesquisar bastante e notar que, às vezes, o valor do diploma pode estar mais ligado à instituição que o oferece do que necessariamente ao tipo de mestrado, sabia?

É o que acontece, por exemplo, na área de Gastronomia: o diploma do Cordon Bleu, ainda que não seja considerado Master, é extremamente valorizado pela qualidade reconhecida da escola. Já a Dauphine Université, em Paris, oferece diversos diplomas de bac+5 e MBA em áreas como Direito, Economia e Ciências Sociais. Por outro lado, quem pretende seguir carreira acadêmica pode tirar muito mais proveito de um mestrado em instituições tradicionais como a Sorbonne ou a Université de Lyon.

Outra dica é acessar o catálogo do Campus France para conhecer todas as instituições que oferecem cursos na sua área!

Calcule o custo de vida nas diferentes regiões do país

Mais um fator que pode te influenciar na hora de escolher onde estudar na França é o custo de vida na região das universidades que você selecionou como boas opções, afinal, o mestrado leva pelo menos um ano, e pode ser que você tenha que mostrar que poderá se manter sem problemas já na hora de solicitar o visto.

Sendo assim, não deixe de verificar o preço da moradia nas redondezas, bem como do transporte até a instituição, por exemplo. Mas antes de se assustar com o valor, vale também checar quais universidades oferecem acomodações estudantis e até bolsas para estudantes estrangeiros, viu?

Corra atrás dos requisitos para se candidatar

Depois de toda essa pesquisa, é hora de finalmente colocar a mão na massa para conquistar seu mestrado na França! Para isso, você vai ter que checar os requisitos específicos do curso e da universidade que você escolheu, além do básico necessário para qualquer viagem como estudante ao país.

Por sorte, a gente já tem um outro post com boa parte dessas informações mastigadinha para você, em que te contamos tudo o que você precisa saber para fazer uma pós-graduação na França! Clique no link e saiba exatamente como proceder!

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.